Escolhemos o caminho da luta ao da conciliação (vladimir llyitch uliánov lenin)

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

A CONTRA REVOLUÇÃO EM NOME DE DEUS

Francisco é um fiel aliado da burguesia e suas instituições fascistas
Necessitamos com urgência proteger nossa juventude de ideologias danosas como a metafísica. Ela conduz o homem a submissão e a alienação; conservando-o na escravidão dogmática e sistêmica.

A ALIENAÇÃO JUVENIL

As ruas do Rio de Janeiro foram tomadas por multidões. Jovens em sua maioria cantavam palavras de ordens. Dessa vez era para homenagear o Papa Francisco, e não para criticar o Governo.

Infelizmente o canto alegre e juvenil aqui, ainda soa como um pranto e soluço de dor, nos olhos das mães de maio, na Argentina.  Ele é acusado por intelectuais progressistas, ativistas e organizações não governamentais, por entregar à tortura, os opositores da ditadura de Rafael Videla. Apesar do belo sorriso de terror, e dos adornos de bondade, Bergoglio jamais conseguirá esconder da história a sua aliança com o fascismo reacionário.

Sem pensamento critico, a tal juventude alienada que saiu as ruas, possui um vazio ideológico deixado pela queda da URSS. Ela busca satisfazer seu ego, criando motivações na esfera da metafísica para drenar o excedente de energia vital. Ela segue de olhos fechados ao sabor da contra revolução preventiva burguesa.

As cenas que vi pela imprensa me fizeram lembrar a história de um hábil caçador de Rinocerontes africano. Como não se conseguiu conter sua natureza para a caça, o contrataram para cuidar dos animais. Com o tempo começou a aparecer carcaças pelo campo. A natureza de caçador reclamou seu passado. Assim pude ver  duas faces do Papa Francisco. Em uma delas, a bondade expressa com as mãos ao acariciar uma criança. Na outra, o saudosismo da aliança fascista com a ditadura Argentina. Essa relação natural o levou a abençoar uma bomba de gás lacrimogênio. Abençoou também água que será lançada de canhões contra os filhos dos trabalhadores, indignados. Em uma segunda etapa, tirou foto com os sangrentos policias do Bope. Ele tenta por mecanismos de violência, manter a doutrina da velha sociedade e seus valores, constituídos. Creio que essas imagens não ficaram muito boas na memória dos mais críticos.

A visita do pontífice foi acima de tudo política. Ela se confrontou com o despertar da juventude latina americana contra o domínio ideológico dos países do norte. Ela visa o enfraquecimento do projeto socialista regional e a continuação da dependência sócio cultural, econômica e religiosa da burguesia dominante.

O Artista Caetano Veloso, parafraseou em canção, a expressão indignada: "por quanto tempo teremos que suportar a incompetência da América Católica". Até quando eles pretendem o poder? Até que ponto ainda suportaremos o domínio? Não foi atoa que o líder católico fez questão de enfatizar que os jovens precisam se protegidos de "certas ideologias". Ele quis dizer proteger do socialismo. Na verdade ele está certo. Necessitamos com urgência proteger nossa juventude de ideologias danosas como a metafísica apregoada por ele. Ela conduz o homem a submissão e a alienação; conservando-o na escravidão dogmática e sistêmica. Ela inibe a liberdade de pensamento e a livre iniciativa. Ela sufoca e mata aos poucos, a alma revolucionária do proletariado.

Ele abençoou armas contra os jovens
O processo revolucionário já começou. A disputa por corações e mentes é acirrada. Ela ainda é silenciosa. Mas a burguesia que não dorme, também já iniciou sua silenciosa contra revolução. Ela nos apresentou sua poderosa arma, a visita do Papa. Foi um recado claro, audível e visível, porém sem nos intimidar.  Ele veio com um lobo vestido de ovelha, pregando a paz e a igualdade social. No entanto, esses adornos de bondade e justiça, são apenas para garantir a sobrevivência de sua própria classe social; cuja queda violenta é eminente. Nós somos destemidos e ousaremos vencer, não importa os meios ou contra quem lutamos.
;